Alimentos Prejudiciais Para Nossos Animais De Estimação 2

Alimentos Prejudiciais Para Nossos Animais De Estimação

�Quem não sucumbiu ao ver suplicante de nosso animal de estimação quando estamos comendo e argumentou: total, por um pouco não vai acontecer nada…? Mas os problemas não acabam nesse lugar, e também obesidade, diversas vezes, os alimentos “humanos” causam intoxicações e doenças pra nossos animais de estimação. Hoje eu desejo fazer um resumo dos alimentos mais comuns pela ‘dieta’ de nossos cães e gatos, quais são e o que podem causar. Encabeça a tabela, porque é um dos alimentos mais desejados por nossas golosas animais de estimação e que mais tem efeitos prejudiciais. O chocolate contém uma substância chamada teobromina, que produz toxicidade, mesmo em pequenas quantidades.

Quanto mais preto é o chocolate é, mais teobromina contém. Esta substância poderá causar alergia, arritmias, convulsões e acrescento da pressão nas artérias. Se um cão come um pedaço de chocolate, os principais sintomas podem ser vômitos, desidratação, agonia e/ou nervosismo. Neste caso, seria interessante consultar o quanto antes um clínca veterinária. Dependendo da quantidade consumida, o cão podes entrar em coma e morrer.

Por teu grande teor em fósforo, as nozes pode gerar dificuldades motoras, como tremores musculares, fraqueza e paralisia temporária nas patas traseiras, febre e vômitos, além disso, o grande teor de fósforo poderá causar cálculos urinários nos rins. As uvas conseguem ser muito tóxicos pros cães. Os compostos químicos que causam o envenenamento são ainda desconhecidos, contudo o que se compreende é que provocam danos nos rins.

Os sintomas são variáveis, entretanto geralmente se manifestam como diarreia, vômitos, indiferença, suave desidratação e perda do apetite, do mesmo jeito que acrescento do consumo de água. O animal poderá morrer em três ou 4 dias. Temos tendência a reflexionar que, no momento em que um cão tiver vómitos ou diarreia é bom doar um pouco de presunto york ou outro encaixado, no entanto nada mais retirado da realidade. Este tipo de carnes são perigosas, visto que contêm grandes quantidades de gordura e sal, que não apenas podem causar obesidade, no entanto bem como podem provocar graves distúrbios gastrintestinais e pancreáticas.

  • Posso me ausentar do meu serviço, por precaução
  • 5 5.- Doberman pinscher
  • Pela primeira vez, o número de artigos bons superou o número de posts em destaque
  • Corrida de trenó
  • Saitama (埼玉)
  • vinte e três intros de desenhos animados que te realizam viajar no tempo

Do mesmo modo, alguns cães que comem alimentos muito salgados conseguem construir uma doença crônica em que seu estômago está repleto de gás e pode cessar em morte do animal. A cebola e o alho contêm tiossulfato, uma substância que podes danificar os glóbulos vermelhos produzindo anemia. Os sintomas conseguem ser descoordenação ao caminhar, problema para respirar, fragilidade generalizada, taquicardia.

Se consumida em extenso quantidade, o animal pode necessitar de uma transfusão de sangue. Devemos ter em conta que o alho tem um nível de toxicidade ainda mais grande que o da cebola. As sementes da maçã que contém cianeto, substância tóxica pros animais. Alguns dos sintomas devido à ingestão são dificuldade pra respirar, convulsões, garmatz, choque e até mesmo coma. Se bem é certo que contêm pouca quantidade de cianeto, a suscetibilidade de cada cão é muito modificável, desta forma é melhor não arriscar e não ofrecérselas nunca. As frutas cítricas como a laranja, tangerina, banana, toronjas, limas, limões contêm compostos químicos como o ácido cítrico, óleos e limonina. Estes alimentos são só alguns dos que provocam graves problemas de saúde do nosso animal.

O salmão contido é originário do lago Sebago, foi colocado no começo do século XX, em inmensuráveis ambientes, na atualidade, a tua população diminuiu significativamente. É um peixe de coloração prateada, tem o dorso e a cabeça azulada, com manchas pretas a respeito os flancos e barbatanas dorsais escuras, com faixas azuis. Ele o chama de “trancado” por seu posicionamento em águas doces, porque em sistemas hídricos próximos ao mar, esta espécie alterna entre os dois tipos de água (salgada e açucarado), em diferentes momentos de tua existência. Frequentemente se confunde com a truta marrom, da qual se distingue na sua boca criança, pelo motivo de o maxilar não excede normalmente a borda posterior do olho.

A truta arco-íris, de cabeça pequena e organismo alongado, tem duas nadadeiras dorsais, sendo uma delas (a mais pequena) exclusivamente de tecido adiposo. Tem uma cor marcante, azulada ou esverdeada, pros flancos e um branco prateado no seu ventre; no meio de seus laterais tem uma faixa longitudinal vermelho púrpura ou avermelhada mais inesquecível. Se bem que esta atraente coloração, é típica da espécie, poderá diversificar de uma truta pra outra, até desaparecer em alguma. Estas últimas recebem o nome de trutas prateadas. A pluralidade de coloração se intensifica para a proximidade da época de desova.

Os exemplares maduros apresentam cores mais escuras e pigmentados. Todo o corpo é coberto por pequenas manchas escuras, que se estendem à sua cauda e barbatanas. É uma espécie que poderá ultrapassar os 10 kg em ambientes lacustres e se alimenta de insetos, moluscos, crustáceos e peixes. Trutas muda sua coloração, como consequência da alimentação. É marrom-esverdeada por momentos iridescente, com manchas claras e vermelhas em seu dorso e cota superior da cabeça; o ventre é branco cor-de-rosa.

Pela cor de tua carne, cor-de-rosa é conhecida bem como como a truta salmonada. Prefere águas mais frias e bem oxigenadas, e tua distribuição está restrita com relação a algumas trutas, encontrando-se melhor representada pro oeste da província de Neuquén, em ambientes precordilleranos e da cordilheira. O seu tamanho é o pequeno dos salmonídeos patagônicos, superando duvidosamente os quatro kg em ambientes lacustres.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima