As "Adelitas", O Segredo Mais Bem Guardado Da Revolução Mexicana 2

As “Adelitas”, O Segredo Mais Bem Guardado Da Revolução Mexicana

As Adelas, bem como conhecidas como soldaderas, construíram um papel muito considerável pela batalha pelos direitos dos camponeses durante a Revolução Mexicana (1910-1917). Mães, filhas, esposas e amantes abandonaram seu papel restrito à esfera doméstica. Não ficaram de braços cruzados nem sequer esperaram o retorno de seus homens, contudo que levantaram suas casas para levá-los até os seus soldados. Esta não foi a primeira vez que as mexicanas apreenderam uma espingarda com determinação, durante a Guerra de Emancipação do Império de Portugal em 1810, suas antepassadas também desempenharam um papel interessante no decorrer da batalha.

desta maneira, as soldaderas encantaram durante a Revolução seus ancestrais de forma militar e sedentos de justiça. Devido à inevitabilidade de fazer frente à morte e à miséria, que traziam consigo as competições, quebrou essa bolha de vidro que aislaba as mulheres da existência pública.

então, começaram a participar em focos de interesse geral, que em seu instante foram excluídas por serem consideradas incapazes ou ser qualificadas de “engenheiro” ou de duvidosa moralidade. A atribuição moral de partir pra luta e a industrialização se aliaram a favor destas revolucionárias, o que anos mais tarde serviria como a vasto carta de exposição que lhes abriria o caminho pro sufrágio feminino.

Ao longo do século passado, as Adelitas permaneceram esquecidas, à sombra de uma história escrita e contada pelos homens. A soldadera tem uma profunda carga erótica que a fez tornar-se uma lenda viva e que hoje revive na terra árida e pela memória histórica, graças ao trabalho de pesquisadores, escritores e jornalistas. Porém, a participação delas foi assunto da cultura popular e a divulgação histórica, quase mais como um componente de adorno sexual e, algumas vezes, pitoresco, entretanto sempre subordinado ao guerrilheiro.

desse jeito, não se havia destacado a verdadeira fortaleza que tornou essas mulheres contemporâneas e guerreiras que lutaram por causa de seus interesses, todavia que só apresentaram-se refletidas como um dos vários melodramas paralelos à Revolução. A ditadura centralista de Porfirio Díaz (1876-1911) concentrava toda a fortuna da capital.

As zonas rurais ainda viviam perante um sistema medieval, no qual os camponeses eram vítimas da fome e o abuso de poder dos proprietários de terras mais cruéis. Os trabalhadores já haviam levantado várias vezes em movimentos insurgentes contra o porfiriato. Não obstante, não conseguiu a vitória, todavia sim as fatídicas conseqüências de crueldade e repressão por porção do Governo.

  • 2008: 10th Anniversary[editar]
  • Hashtags ao poder
  • Reputação online da sua marca ou negócio
  • 3 Vantagens e proveitos
  • Dair freitas diz
  • Assinar as vias de acesso pro seu negócio (se possível)
  • 27 coisas que os japoneses exercem 1 mil vezes mais do que nós

Quando parecia ter perdido a expectativa, o povo começou a sussurrar um nome: Francisco I. Madero. Este senhor ilustrou aflição e procurou um remédio para a realidade social que estavam vivendo os seus conterrâneos. O empresário investiu na cobertura das necessidades básicas para defrontar o novo século com dignidade: educação, saúde e alimento. Porfirio e o seu gabinete político sentiram a sua glória com os dias contados, em face da crescente popularidade de Madero.

Assim sendo, resolveram prendê-lo e enviá-lo pro mais distante possível do povo irritado. Não obstante, Madero não se rendia e desde o exílio elaborou as bases da Revolução Mexicana. Entrou em contato com a Venustiano Carranza, que faria comparecer aos além da conta líderes da competição e o chamado. Em vinte de novembro de 1910hombres e mulheres levantaram tuas armas em todos os cantos da república. Os soldados e as soldaderas derrocarían ao Governo pra pôr fim ao porfiriato. Contudo, mesmo depois que o gasto de um milhão de vidas, o público continuava atolada na miséria e pela fome.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima