"É Muito Injusto Que Se Prossigam As dificuldades Da Adolescência, Toda A Vida" 2

“É Muito Injusto Que Se Prossigam As dificuldades Da Adolescência, Toda A Vida”

Fernando Garcia, autor de “A guerra do móvel, não” considera que os pais estão a tempo de receber esta competição. “velhas receitas educativas” os novos meios digitais. É verdade que, dada a elevada irrupção do telefone móvel em nossas vidas (em somente dez anos vem sendo cultivada em todas as casas), as gurias ficaram órfãos de referências educacionais. É mais —prosseguiu—, como para os adultos, ninguém lhes mostrou como se usa bem essa “engenhoca”, diversas vezes são eles os que mais o utilizam, dando mal exemplo pra seus filhos.

Quantas vezes se pede a eles que façam aquilo que seus pais não realizam? E não há que esquecer que, em educação, a primeira e mais essencial obrigação é para o educador. Os filhos aprendem o que vêem, o que ouvem. Esta é, deste jeito, a primeira estratégia para obter a competição: a de que os pais façam agradável emprego do equipamento e seus filhos o vejam. A partir daí, é possível consensuar normas familiares, com seus direitos, suas obrigações e suas sanções, em que o fundamental é que a mamãe e o papai aplicados os mesmos critérios”.

  1. 1 Aída Nizar
  2. Posner, George (1998). Análise de currículo. Colômbia: McGraw-Hill Interamericana
  3. AntoFran– (Deixe teu comentário) 05:Vinte e dois 20 oct 2015 (UTC)
  4. Escrever ali, as expressões chaves que sejam de interesse para seus seguidores
  5. O Ibex cai 13% ao longo do que neste instante é teu pior mês desde o resgate à banca

como Estão os pais a tempo de “desligar” os filhos das tecnologias pra retornar a conectá-los à realidade? Não há dúvida que sim, contudo devem combinar execuções familiares que permitam essa desconexão desde a mais tenra infância. É muito comum que, quando os filhos são pequenos, que se lhes dê uma tela para que sejam divertidos, parado e em silêncio, e desse jeito os pais conseguem “usufruir” este tempo sem que o pequeno lhes incomodar. Mas, quase sem ter consciência disso, neste momento estão colocando as bases pra que essa garota desenvolva uma “dependência” pra tela e hábitos insuficiente saudáveis. Quais as decorrências futuras tem o enfraquecimento das relações familiares por este foco?

em Várias. Uma delas, de credibilidade capital, é a inexistência de vínculos entre seus membros, o que evita a criação de um clima de firmeza que permita uma intercomunicação fluente entre eles. Por que assegura que os pais devem tomar um ansiolítico antes de olhar o que penduram seus filhos nas redes sociais? Será deste modo tão pouco conhecemos? Isso costumo expor meio em tom de brincadeira, de forma especial se os pais espiam o que exercem seus filhos no ciberespaço, sem que eles saibam. O que teriam visto e ouvido, e nossos pais, se nos tivessem gravado sempre que conversávamos com nossos amigos quando éramos adolescentes? Em consequência a Deus, essas discussões não foram registradas em cada suporte.

O defeito é que nesta ocasião tudo o que dizem e fazem os jovens está documentado em seu Instagram ou em tuas discussões no WhatsApp. Mas você precisa de fato os pais ver as mensagens que escrevem no WhatsApp? Só se os seus filhos lhes deram permissão para fazer isto. Se não têm, não necessitam fazê-lo, precisam considerar a tua intimidade (tão considerável pela adolescência).

Se você não fían de que possam fazer e precisam de espiar o que executam, é que não estão preparados para ter um smartphone. Portanto, que não é o dep. Se não o fornecem, terão que confiar neles. O são conscientes dos adolescentes de que tudo o que eles publicam é um “currículo paralelo” de frente para o teu futuro? Penso que sim, são conscientes. Verdadeiramente, ouviu imediatamente tantas palestras e obteve diversos conselhos sobre isso, e deste jeito o testemunho, quando eu pergunto.

Mas que tem dicas nem sempre significa que eles façam caso, ao término e ao cabo, a adolescência é a idade da transgressão: o quantos conduzem tendo consumido álcool ou drogas? quanta dica têm recebido a respeito as duas dúvidas? O correto é que muito injusto que alguém lhe perseguirem os “erros” de tua adolescência ou juventude durante toda a existência, e algo precisará fazer para evitá-lo.

ao Lado da persistência educativa pra deixá-los cientes desse traço, precisa legislar para que todos tenhamos o correto de apagar do nosso “passado” digital em cada instante, especialmente se o indivíduo é jovem. São as primeiras gerações efetivamente conectado ao seu passado? É evidente que, se não conseguem diminuir o seu rastro digital, esse lhes destina toda a tua vida.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima