Economia Da União Soviética 2

Economia Da União Soviética

O Estado, sobre a apoio da rede de sovietes, determinava um planejamento e controle global da economia soviética de forma centralizada, com o objetivo de satisfazer as necessidades básicas da população. O órgão máximo planejador era o Ministério do Planejamento, chamado de Gosplán. Em teu procedimento pra indicar o desenvolvimento futuro recebia as orientações do Conselho de Ministros da URSS e dos Gosplan das repúblicas federadas, elaborava o plano e o aprovava, após submetê-lo ao Soviete Supremo. A partir dos programas de planejamento da União Soviética conheceu uma etapa de grande desenvolvimento econômico que se viu brevemente descontinuado pela invasão da frança pela Alemanha nazista durante a Segunda Guerra Mundial.

Antes da instauração da União Soviética, o antigo Império Russo era um regime autocrático, perante o reinado czarista. Não foi até o final do século XIX, no momento em que a indústria russa começou o teu desenvolvimento. Mas, sempre que a indústria, as cidades, a cultura e a categoria operária cresceu e evolucionaban, a antiga ordem social e político continuava confinado.

Em 1905, teve espaço a primeira intentona revolucionária após a derrota russa contra o Japão. Os protestos e greves foram duramente reprimidos pelo Czar, como este os órgãos de poder independentes fabricados por trabalhadores e camponeses: os sovietes e, principlamente, o Soviete de São Petersburgo. Esta dura reação marcou a ruptura entre o velho regime e as outras classes sociais geradas pela industrialização.

Em 1914, no começo da Primeira Guerra Mundial, a economia e corporações russas eram arcaicas. Sua produção industrial, em 1913, era um terço do que a França e a só 7% do que a dos EUA. A escassez de capital levava o país a estar, pela prática, dominado por mãos estrangeiras, possuindo mais de metade das acções de todas as empresas russas. As contínuas e duras repressões do regime provocaram constantes revoltas urbanas, insurreições camponesas e ataques terroristas.

A entrada do povo na Primeira Guerra Mundial e as constantes derrotas, com a perda de milhões de soldados russos, não fez senão agravar a ocorrência do país. Após 3 anos de disputa, a situação pra camponeses, operários e soldados era crítica, produzindo, então, a chamada Revolução de fevereiro de 1917, que derrubou o regime czarista e instaurou uma democracia burguesa.

  • 16:48 3 jul 2018 ProtoplasmaKid, Em prol [15]
  • quatro Estágio de raciocínio temporo-motora: dos 0 aos dois anos, mais um menos
  • Apresentação de características favoráveis
  • Evidentemente, a circunstância é muito dura. Mas há algum momento de satisfação

Mas logo a lentidão do Governo Provisório Russo e sua recusa a terminar a competição provocaria a formação da população com os sovietes revolucionários ao grito de: Todo o poder aos sovietes! Em outubro de 1917, pela chamada Revolução de Outubro, os bolcheviques se amparam unilateralmente do poder, instaurando o primeiro regime de ditadura socialista da história. Rapidamente se assinou a Paz de Brest-Litovsk, que marcou a saída do nação da Primeira Guerra Mundial.

Se nacionalizaram todas as corporações que empregavam a um mínimo de cinco operários e tivessem máquinas e de 10 em caso oposto. Portanto, toda a extenso indústria russa foi expropriada, assim como a maioria das médias organizações. Em um começo se havia previsto, o controle efetivo das indústrias por parte dos operários, no entanto, em vez disso, as organizações passaram diretamente a estar sob a total gestão operária. A direção de cada corporação correspondia a um modelo escolhido pelos sindicatos que, por sua vez, tinha que prestar contas a um conselho operário eleito.

A geração de cada ramo industrial era regulada por uma direção central. Após 6 anos de luta, os mais ricos territórios agrícolas, encontrados na Ucrânia, ficaram arruinados. Fez-Se necessária a tomada de medidas de extraordinária virulência como a revista dos excedentes de produção para os camponeses acomodados, e até mesmo pobres e a redução das provisões familiares.

Isto conduziu aos levantes camponeses e um amplo descontentamento das massas; foi, logo, quando a população se limitou a produzir apenas o vital pra sobreviver. Mesmo desta maneira, a escassez de produtos básicos como petróleo ou sabão foi permanente. Com a batalha terminada e livres de perder suas terras, os camponeses se tornaram hostis para com o novo governo. A inflação foi tal que o respectivo governo se esforçava pra definir o papel da moeda, organizando entre os trabalhadores um sistema de equivalência gratuita de serviços divulgados pra você realmente compensa. Mas esses autênticos sistemas de trocas não detiveram o aumento dos preços ou o abatimento do valor do dinheiro.

Estas algumas políticas, que se aproximam da praticadas durante a briga, representando o regresso à vida econômica de proprietários despojados, técnicos burgueses e funcionários do Antigo Regime. A briga havia causado um extenso deterioração no estado de transportes e montagem industrial, pelo que uma exploração racional e ordenada é sequer arrumado …. muito trabalhoso.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima