O Drama Nas Redes sociais Contínua - A Febre Do Ouro.com) 2

O Drama Nas Redes sociais Contínua – A Febre Do Ouro.com)

Como discutimos pela semana passada, os perfis nas redes sociais com diversos seguidores têm um extenso poder sobre isso as marcas. Até o ponto de permitir a requisitar produtos e serviços gratuitos em troca de promoção entre os seus seguidores. Chegam mesmo a ganhar grandes quantidades de dinheiro por apoiar campanhas promocionais. Não há mais que observar a publicação de Jorge Cremades em Goya, todas as referências de marcas patrocinadoras que tem. A corporação Devumi, o centro de investigação do postagem do The New York Times, tem mais de 3,cinco milhões de contas falsas que vende como seguidores, uma e de novo, ganhando milhões de dólares com isso.

Ao tornar-se público, alguns dos envolvidos declararam que pensavam que compravam perfis reais ou que acreditavam que se tratava de uma prática comum pra alcançar seguidores. As mídias sociais são tudo aparência, postureo, eu amo de você e número de seguidores. Isso não cabe nem a menor incerteza. Mas há a todo o momento um mínimo de regras, que há que obedecer se desejamos jogar esse jogo.

O mercado norte-americano, receptor principal de entorpecentes, começaria dessa maneira a derivar pra cocaína, artefato originado pela mata de coca e cultivada originalmente nos países andinos (Bolívia e Peru). Embora primeiramente os traficantes foram apresentados somente como empresários, foi logo evidente que também eram agentes de desestabilização, como a própria meio ambiente de seu negócio o ditava. Em 1982, houve um grande crescimento da guerrilha, devido às condições de extrema pobreza em todo a nação e ao endurecimento rápido e vagaroso de grupos como as FARC, o ELN, o M-19 e o EPL, entre outros.

  • 10 Vantagens e oportunidades
  • O uniforme que fazem uso os trabalhadores
  • Saberá pesquisas que lhe interessam e quais não
  • Conectar as plataformas corporativas com as redes
  • o Planeta

O governo do “Movimento nacional”, marco de um novo início pela política do estado pra gestão do conflito armado, ao reconhecer o feitio político do fenómeno da guerrilha. É do mesmo jeito que se abriram as conversas com os grupos de “oposição armada”, deixando pra trás as soluções militares. Em 18 de novembro de 1982, o congresso aprovou a lei de anistia, a lei 35, projeto de Gerardo Molina.

Com o M-19, as discussões exploratórias avançaram com maiores tropeços graças a das contínuas operações militares do grupo insurgente. Mas as conversações de paz, não demorou em localizar-se com a oposição do estamento militar. O comandante do Exército, Miguel Vega Uribe ilustrou abertamente a tua discordância com o processo, e o ministro da defesa, General Fernando Landazábal seria demitido em janeiro de 1984, em razão de tuas contínuas atritos com o executivo.

Não é por acaso que o respectivo presidente da comissão de diálogo, Otto Morais Benítez, falo de “inimigos à espreita da paz”. Mas o dilema seguiu aberto, com o estabelecimento de uma nova área campamentaría Nos Carvalhos (Cauca). Ademais, começou a denunciar o proselitismo armado desenvolvido por esse movimento dos chamados Acampamentos de paz, abertos nas principais cidades do país. Em visão de tudo o que acontecia, o Governo proibiu a realização de um congresso do M-19, em Bogotá: em conclusão, este terá a respeito Os Carvalhos (Cauca), apesar da dedicação oficial em banir o.

A partir desse momento, o tempo do modo é tensionó: os setores mais retardadores iniciaram uma campanha de “Guerra Suja” contra guerrilheiros anistiados e líderes de esquerda, orientando a tua actuação pro assassinato seletivo. Em maio de 1985, o líder do M-19, Antonio Navarro Wolf foi vítima de um atentado em Cali, que o deixou gravemente ferido. O M-dezenove rompeu a trégua em 20 de junho de 1985, dia da paralisação cívica nacional convocada por grupos conhecidos, “como reação ao assédio político e ao assassinato”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima