Os 7 Melhores Alimentos Para Cães Filhotes 2

Os 7 Melhores Alimentos Para Cães Filhotes

A nutrição é uma cota primordial de qualquer cão, visto que, graças a uma legal alimentação poderá montar-se plenamente, o que se reflete em sua saúde, cabelo, pele, ossos e músculos. Para isso, a comida de seu cão tem que descrever com o equilíbrio justo de nutrientes segundo a tua idade, atividade, como raça e tamanho. Por riqueza, os alimentos balanceados costumam realizar com todos os requisitos estabelecidos por regras definidas de saúde animal. Você gostou da tabela? Você descobre divertido?

Em alguns países, como a Suécia, é obrigatório que todos os cães sejam inscritos —sem importar a raça—, e que lhes seja implantado um microchip desde que nascem com fins de identificação. Areia, em qualquer de suas variantes, que vão desde a cor que alguns criadores vendem como branco ou creme até a cor “avermelhada”. Chocolate, que vai de médio a marrom escuro.

Alguns cães são comercializados como a cor “prata” de pura raça, entretanto a pureza nessas linhas de sangue está em luta. De vez em no momento em que os lavradores exibirão uma pequena quantidade de cabelo branco no peito, as patas ou cauda, porém improvavelmente um labrador pura raça indicará listras ou pontos de cor tostado como um Rottweiler.

Estas marcas são pretexto de desqualificação para cães de apresentação, entretanto não têm qualquer efeito sobre o temperamento do cão ou da know-how de serviço ou de um animal de estimação. Numa mesma ninhada conseguem nascer filhotes de todas as cores. Os genes mencionados em um momento anterior tiveram seu número aumentado pela introdução do terceiro gene —o locus K—, onde o dominante “preto”, o alelo KB reside.

Os lavradores negros ou chocolate, por conseguinte, precisam ter o alelo KB. O labrador amarelo é determinada com o locus E, assim sendo, que o locus K é irrelevante para estipular essa cor. As variações de muitos outros genes controlam as informações mais sutis de cor na pelagem, que, no caso de os labradores amarelos varia do branco a ouro e até o avermelhado.

  • Santuário Wings of Heart
  • Tribo Platycercini: grupo de cauda larga
  • três Costa Rica
  • quatro Euron Greyjoy
  • 3 Artie Ziff
  • Ao completar 1 ano: reforço da trivalente felino e, se for o caso, reforço de leucemia e raiva
  • Mastim touro
  • um colher de sopa de xarope de milho branco

As narinas dos lavradores de cor chocolate e preto coincidirão com a cor de sua pelagem. De acordo com um estudo de 2011, pra notar a mutação M264V responsável pela máscara melánica, treze de 245 cães estudados eram lavradores heterocigóticos e um era homozigótico. Concluiu-Se que dentro da raça, esta característica não era perceptível.

Por causa que a coloração que o labrador é controlada por vários genes, é possível que os genes recessivos emergan novas gerações mais tarde, e também, algumas vezes, de modo inesperada, haverá efeitos de pigmentação em diferentes partes do organismo. Os efeitos de pigmentação aparecem nos labradores amarelos, algumas vezes, na cor de chocolate, e, por isso, a maior quantidade dessa seção cobre a pigmentação no labrador amarelo.

A intensidade do pigmento preto em labradores amarelos é controlada por um gene separado e independente da coloração da pelagem. Os labradores amarelos geralmente têm narinas pretas, que são capazes de tornar-se gradualmente de cor-de-rosa com a idade, chamada de “nariz de inverno”—. Isso se tem que a uma diminuição da enzima tirosinase, que controla indiretamente a realização de melanina, a coloração preta. A tirosinase depende da temperatura —assim, a coloração clara pode ser sazonal, devido ao clima frio— e acontece menos de 2 anos em diante.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima