Pole Dance, A Barra Americana Abre Caminho Em Barcelona 2

Pole Dance, A Barra Americana Abre Caminho Em Barcelona

a primeira Coisa em que se pensa quando se vê uma pessoa praticando pole dance é em um clube de striptease com barra americana. Certo é que a barra é o ingrediente central dos exercícios que se exercem, todavia o pole dance não tem nada a ver com os clubes de alterne. Esta obediência, importada do estrangeiro, obteve presença em Barcelona nos últimos anos. Os profissionais que ministram aulas prometem que se tem notado um forte aumento na demanda, entretanto que os espaços disponíveis para a prática de pole dance não têm experiência para proteger todo o público interessado.

Não está muito claro no momento em que nasce o pole dance, mas as primeiras escolas abriram há alguns anos nos EUA e Canadá, inspirando-se nos bailes dos night clubs. Essas classes se concentraram mais no significado de fortificar o lado sexy e deste modo se levavam a cabo usando sapatos de salto grande. No entanto, esse desporto tem vindo a amadurecer e encontramos disciplinas que misturam os movimentos sensuais da dança contemporânea, movimentos mais atléticas ou mesmo acrobacias.

  • Cem Burpees
  • Melhora a particularidade do sono e reduz o estresse
  • 39 / 42
  • O chocolate com leite
  • Sexta-feira: Dia quatro
  • 29 dezembro, 2018 19:Quarenta e oito

O pole dance tem levado mais tempo para se instaurar em Portugal do que no resto dos países, e graças à internet, tem vindo a suscitar mais interesse. Assim o relata Maria Contreras, Presidente da Associação de Pole Dance de Barcelona e fundadora de Pole Dance Factory, quem descobriu esta actividade há 10 anos em Amesterdão. “Quando voltei a Barcelona quis construir uma escola, mas me faltava professores pra ministrar as aulas”, explica. As aulas de pole dance necessitam ser efetuados em grupos reduzidos, pelo motivo de os movimentos acrobáticos exigem um ensino quase individualizada.

O pole dance requer treino para obter força e flexibilidade. As escolas que oferecem esta obediência, como Pole Dance Bcn, dedicam parcela das sessões de treinos de cardio e exercícios destinados a robustecer as pernas, braços e abdômen. Como esta de explica a diretora do centro referido, Tania Marinho, “as aulas são semi pessoais para que cada pessoa possa trabalhar naquela área do corpo que mais lhe custe segurar”.

Outro dos proveitos do pole dance é a melhora da auto-estima de quem o pratica, uma questão que se evidencia o alto número de alunas que se indica a estas classes depois de uma ruptura sentimental. Ao inverso do que possa parecer, o pole dance não está limitado a, as gurias adolescentes, já que encontramos alunas de cada idade. Até já os homens têm diferença no esporte de barra, mesmo que os movimentos deixam de ser tão sensuais pra trabalhar mais a cota de musculação. Daniel Bernês é um jovem craque de 21 anos que leva quase um ano e meio, praticando pole dance.

É o único bebê de sua universidade e garante que esporte o fez obter muita convicção em si mesmo: “eu tinha muito complexo com o meu físico e uma auto-estima muito baixa, e o pole dance tem-me ajudado muito. Notas como seu corpo humano vai mudando e se abre pras pessoas com bem mais praticidade. O instrumento que você precisa para praticar o pole dance é escasso: basta um top e um coulotte. “Isso não tem nada que olhar com algo sexual”, diz Tania, “visto que o que nos mantém sujeitos a barra de metal é a nossa pele.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima